O Herói Perdido, do Rick Riordan

Autor(a): Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Ano: 2011
Número de páginas: 440
Flores de Lótus: - OMG PERFEITO!
Sinopse:
Novos e conhecidos personagens do Acampamento Meio-Sangue dividem espaço nesse primeiro volume da série Os heróis do Olimpo. Rick Riordan volta ao universo de Percy Jackson e os Olimpianos com ainda mais aventuras, humor e mistério. Depois de salvar o Olimpo do maligno titã Cronos, Percy Jackson e seus amigos trabalharam duro para reconstruir seu mais querido refúgio, o Acampamento Meio-Sangue. É lá que a próxima geração de semideuses terá de se preparar para enfrentar uma nova e aterrorizante profecia. Os campistas seguirão firmes na inevitável jornada, mas, para sobreviver, precisarão contar com a ajuda de alguns heróis, digamos, um pouco mais experientes - semideuses dos quais todos já ouvimos falar... e muito.
OMG! Não sei ao menos como começar essa resenha. Para quem curte a saga ''Percy Jackson e os Olimpianos'' sabe o quão perfeito é a série de mitologia grega. Como se não bastasse os cinco primeiros - perfeitos - livros, nosso amado Rick Riordan decide criar uma nova série ligando os personagens da série anterior com novos protagonistas e ainda um novo tema: Mitologia romana. 
''Sete meios-sangues ao chamado vão responder
Em tempestade ou fogo o mundo deve perecer
A Promessa manter com o final respirar
E às Portas da Morte, armas e inimigos enfrentar.''
O livro vai nos apresentar a estória de Jason, Leo e Piper. Jason acorda num ônibus que segue para um museu, porém ele não se lembra de absolutamente de nada ao despertar. O garoto não se lembra especificamente de seu passado, nem das pessoas que o cercam e muito menos de onde se encontra. Piper e Leo, seus amigos, ficam se perguntando se Jason não estava apenas brincando com a situação, pois ambos guardavam lembranças dos anos de amizades que eles tinham. Mas com o passar das horas acabaram se preocupando um pouco com o estado do garoto.


Eles são guiados pelo museu pelo professor de educação física, o treinador Hedge. Eles passam por alguns artefatos e em seguida vão a um Canyon - duas montanhas divididas por um rio na sua base. Porém chegando lá uma inesperada tempestade se forma no local atrapalhando a visita. Essa tempestade não foi formada do nada e sim, por alguns espíritos da tempestade, chamados de ventus - sim, novos monstros - que queriam atacar Jason.
Talvez, as pessoas com dons especiais apareçam quando as coisas ruins estão acontecendo, porque é nesses momentos que mais precisamos delas.
Com muita luta eles conseguem se salvar. Logo em seguida Annabeth chega ao local montada numa carruagem guiada por pegasus e assim que ela chega eles conversam um pouco sobre os possíveis motivos do ataque. Como se não bastasse, ela informa a eles que Percy Jackson está desaparecido. Ela os encaminha ao acampamento meio-sangue, onde vão treinar para se tornarem guerreiros mais apurados, porém, revelações vão ser feitas, acontecimentos do passado vão se chocar com a realidade dos campistas e uma nova profecia vai trazer muita emoção na estória!


O livro do Tio Rick com certeza superou minhas expectativas. Uma trama bem apurada e desenvolvida, como esperado, fez com que nós leitores ficássemos boquiabertos com o desenvolver dos fatos. Nesse livro acontecem muitos ataques de monstros romanos, diferentes dos da saga anterior. O que eu gostei bastante na estória foi que o autor conseguiu trabalhar bem os segredos dos personagens, Jason, Leo e Piper. Ambos os segredos foram revelados, por completo ou não, no desenvolver dos fatos de forma maestral. Dos personagens do livro o meu preferido sem sombras de dúvidas foi o Leo Valdez. 

Leo nunca fora um menino grande nem o mais forte. Mas sobrevivera em bairros violentos, escolas difíceis e lares adotivos complicados usando o que sabia fazer de melhor. Era o palhaço da turma, o bobo da corte, pois cedo aprendeu que quem finge não ter medo normalmente não recebe os golpes. Mesmo o menino mais malvado esquece do palhaço, tolera suas brincadeiras e o mantém por perto para rir um pouco. Além do mais, o humor é sempre uma boa saída para a dor.
Muitas pessoas acham que o protagonista da estória é o Jason, pelo fato dele ser o líder, mas a impressão que eu tive foi que os três personagens focados são essenciais na profecia e na estória.


O autor também coloca uma pitada de romance no enredo: entre Jason e Piper. Mas ele não é tão presente nesse primeiro livro, pois o garoto está sem memória e não se lembra nadinha dela. Sendo assim, o Rick deixou um bom buraco para ele ser desenvolvido no 2°/3° livro.
O que eu quero dizer é que o amor é o maior motivador do mundo. O mais poderoso . Leva os mortais a fazerem grandes coisas . Seus atos mais nobres e grandiosos são impulsionados pelo amor.
A Narrativa do autor se manteve a mesma em relação aos seus outros livros do tema: leve, descontraída e muito engraçada! E isso fez com que o livro de 440 páginas fosse lido rapidamente em poucos dias. O livro é narrado em terceira pessoa e o nosso narrador apresenta-nos três perspectivas, a de: Jason, Leo e Piper. A de Leo e Piper foram as melhores para mim, mas não gostei muito da parte do Jason. Na verdade achei o personagem um pouco chato, mas isso não prejudicou de maneira nenhuma a maravilhosa estória.

Fica a SUPER recomendação para vocês. Espero que tenham gostado da resenha! Abraços***